VOCÊ TEM FOME DO QUÊ?

Por Anna Lucia Marcondes

A Arte, a Linguagem, o Cenário Territorial e a Arquitetura – como universo tangível pela ação de matrizes culturais humanas e como repertório visível das relações, expressões e sentimentos cristalizados em tempo e espaço, criam formas de transmissão histórica e arqueológica. Apropriarmo-nos destes conteúdos para restaurar valores fundamentais ao nosso repertório e lugar, é uma conseqüência da formação de uma nova cultura inteligente. No estímulo ao relato da memória e na administração temporal do conhecimento cria-se uma nova unidade cultural.

Memórias Construídas propõe um processo de aculturação e apropriação de identidade alavancado na restauração de patrimônio histórico como portal de entrada na capacitação técnica para resgate da autoestima e inclusão no mercado de trabalho. O processo rompe uma avassaladora transformação do olhar. Oficinalmente, um olhar restaurado para uma nova educação, distribui um conteúdo técnico, prático, teórico e criativo. Conteúdos de matemática e química permeiam o dia-a-dia com pintura e fotografia, se complementando.

Buscar fora requer antes buscar dentro.

Para atingir nossos objetivos, trabalhamos com três núcleos:

Núcleo 1: História

HISTÓRIA DA ARTE/CIDADE, PROJETO, DIREITO E CIDADANIA

Início do Caminho: Patrimônio histórico imaterial – História como ponto de partida para a compreensão da semiótica social e dos processos de linguagem e cultura. A arte como espelho da passagem do homem, seus costumes, valores e necessidades. Arquitetura como organização espacial deste homem e marca temporal. A história da arte e arquitetura como história da cidade levando à constituição, origem, aculturação, política, crescimento e processos migratórios, revendo o como olhar para as coisas e fatos dependem da intenção, memória, aliados ao pensamento organizado do desenho técnico e sua transformação na figura da maquete tridimensional, chegando à questão da cidadania como empoderamento e consciência de um papel a desempenhar.

Conhecer a história cria raízes.

Núcleo 2: Restauro

RESTAURAÇÃO, CONSERVAÇÃO E ZELADORIA

Espinha Dorsal do projeto. Estrutura fundamental, técnicas e materiais.

Nas próprias mãos, a intenção de intervir, desconstruir para reconstruir, renovar. O ato de ser um agente transformador da história da cidade invade o território das múltiplas possibilidades de mudança interna e externa – restauração cognitiva, emocional, pessoal, coletiva. As principais ferramentas de um restaurador é seu próprio corpo, sua consciência, sua concentração, criatividade e dedicação. Ser capaz de construir um repertório vivencial e interativo, refazendo valores e vida.

 

Núcleo 3: Percepções

PERCEPÇÕES, CONCEPÇÕES ARTISTICAS E REGISTROS

O “Eu Interior” e o “Eu Exterior”, a Comunicação. As representações dos Eus, os olhares dentro e fora tomando forma. Desenho artístico, Pintura, Fotografia e Óptica, Teatro, Arte Multimídias e Expressão Corporal.

O teatro como porta de entrada para o Eu Interior trabalhando postura, oratória, atenção, respiração e dialética grupal e individual. Deixando-se perceber, criar consciência, peso e medida, amplitude.

Os Multimeios permeando o Eu recém descoberto e buscando o detalhe, o pormenor, a fragilidade da aparência, a magnitude dos espaços e olhares. Busca aí o Eu exterior para compor os cenários. Para fazer entender a conversa destes «Eus», e o desenho de observação que trazem a linguagem das representações sensoriais, cognitivas e visuais para fazer interlocução com a construção e tradução técnicas.

Significado de Restaurar

v.t.d. Voltar a possuir algo que foi perdido; recuperar: restaurou o livro roubado.
Colocar em melhor estado; fazer reparos; reparar: restaurou um manuscrito oitocentista.
Voltar a instituir; restabelecer: restaurou o comunismo.
Possuir um novo início; começar mais uma vez; recomeçar: restaurou o processo arquivado.
Oferecer indenização; pagar: restaurar dívidas.
Voltar a possuir brilho (destaque): restaurou a música clássica.
v.t.d. e v.pron. Transmitir força (vigor) a alguém, a alguma coisa ou a si mesmo; reanimar-se: restaurou o ânimo; restaurou-se com a soneca.
(Etm. do latim: restaurare)

Significado de Oficina

s.f. Local específico para se consertar automóveis: oficina mecânica.
Lugar próprio para elaboração, fabricação ou conserto de máquinas ou outras coisas.
Workshop; curso prático ou seminário intensivo, de pouca duração, em que habilidades artísticas ou intelectuais são exercitadas: oficina de literatura.
Jornalismo. Artes Gráficas. Numa gráfica, local usado para instalar os equipamentos de composição, de impressão e de acabamento.
(Etm. do latim: officina.ae)

Significados da palavra poder:

  • Ter a faculdade de.
  • Ter ocasião, ter oportunidade, meio de conseguir.
  • Ter o direito, a razão, o motivo de.
  • Ocasião ou oportunidade de.
  • Ter possibilidade.
  • Dispor de força ou autoridade.
  • Ter força física ou moral; ter influência, valimento.
  • Ter grande influência ou poder sobre.
  • Direito de deliberar, agir e mandar.
  • Autoridade, soberania, império.
  • Domínio, influência, força.
  • Posse, jurisdição.
  • Capacidade, aptidão.

 

História da Arte

A História pode ser revista e reescrita. Relações, aspirações, idéias e concepções, ocorrem e mudamos o esperado. Podemos dizer que algumas estáticas cruéis das quais estamos acostumados a encarar diariamente em nossa mídia, são sim, passiveis de mudança, desde se faça com método, estrutura adequada, profissionais aptos e um grande interesse em descobrir novas possibilidades.

 

Seguindo proposta feita na primeira reunião pedagógica no início do ano, tratou-se de envolver a história da arte aproximando-a dos elementos da história da cidade, seu entorno, arquitetura e influências que geraram o estilo eclético apresentado em suas construções. Partindo de imagens buscou-se delinear os contornos da história da cidade sua representatividade na história da arte, bem como a importância em se preservar elementos que nos reportem às origens de sua construção tecendo uma teia de interrelações visando a apropriação de cada indivíduo como gerador de sua própria história.

E a partir desta descoberta, se abre um universo de caminhos.

Restauro

Significado de Restaurar

v.t.d. Voltar a possuir algo que foi perdido; recuperar: restaurou o livro roubado.
Colocar em melhor estado; fazer reparos; reparar: restaurou um manuscrito oitocentista.
Voltar a instituir; restabelecer: restaurou o comunismo.
Possuir um novo início; começar mais uma vez; recomeçar: restaurou o processo arquivado.
Oferecer indenização; pagar: restaurar dívidas.
Voltar a possuir brilho (destaque): restaurou a música clássica.
v.t.d. e v.pron. Transmitir força (vigor) a alguém, a alguma coisa ou a si mesmo; reanimar-se: restaurou o ânimo; restaurou-se com a soneca.
(Etm. do latim: restaurare)
“Nas mãos de um educador nada é improdutivo, para tudo ele encontra utilidade”.

 

Praticando e demonstrando, encaminhamos os alunos através de técnicas para despertar e ensinar o Restauro que também é pesquisa, questionamento, descoberta, invenção, registro e diagnóstico. Como uma equipe de práticos, cuidando e reconstruindo, identificando e solucionando problemas e infestações, limpando, colando e reintegrando, damos corpo ao aprendizado do conservador.

 

Ou não. Damos asas ao investigador, ao crítico, abrimos as portas ao artista ou ao técnico. Podemos encaminhar novos arquitetos, desenvolver desenhistas, marceneiros, um grande fotógrafo, ou mesmo um possível historiador. Muitos poderiam estudar filosofia e outros se formar como comunicadores sociais. Enfim, a restauração de uma forma ampla, promove ao educando uma abertura de capacitação de ser e agir diferentemente neste nosso mundo e coletividade.

 

Somos estopim. Aperitivo. Degustação.

 

A fome de viver é de cada um.